1 de dezembro de 2019

YOGA EM VOGA ENTREVISTA – TEREZA FREIRE – PARTE 3




HUMBERTO J. MENEGHIN


YVCom o passar dos anos a prática especificamente de ásanas naturalmente se modifica. Certas posturas aparentemente “difíceis” pareciam ser importantes e necessárias; no entanto, agora, algumas podem não ser mais. Na sua prática pessoal isso aconteceu ou não? E, se aconteceu, quais posturas apesar de serem boas “perderam o sentido pra você”, foram deixadas de lado e não são mais realizadas? E, quais outros ásanas passaram a ser freqüentes e indispensáveis na sua prática pessoal?

TEREZANa verdade, minha prática se transformou completamente quando vim morar no sítio! Troquei vinyasas por caminhadas e sirsasanas por jardinagem. O fato é que era um mundo tão novo pra mim que tive que me apropriar da horta e das flores para entender todo o processo e conseguir colher frutos.

24 de novembro de 2019

SOU MUITO TRAVADA. SERÁ QUE EU CONSIGO FAZER YOGA?





HUMBERTO J. MENEGHIN


Sou muito travada. Será que eu consigo fazer Yoga? É uma pergunta que muitas pessoas interessadas em praticar ásanas fazem para si mesmas e depois tomam coragem e indagam diretamente a quem ministra as aulas. E, a resposta, na maioria das vezes, é que a prática é acessível a todos, não só para quem é flexível. No entanto, o que significa ser travada? Será que é travada apenas para o Yoga ou também para outras atividades físicas?

3 de novembro de 2019

BADDHA PARSVAKONÁSANA: ALONGA OS OMBROS E ATIVA O MANIPURA CHAKRA




HUMBERTO J. MENEGHIN


Alguém pode sentir um certo receio ao ver um praticante realizar baddha parsvakonásana, achando que se tentar fazê-la não vai conseguir.  Então, o que mais impressiona na baddha parsvakonásana? Com certeza é a posição de um dos braços que se entrelaça por baixo da perna da frente enquanto o outro por cima e por de trás das costas aproxima a mão à outra para que se agarrarem. Parece complicado e inviável realizar a baddha parsvakonásana; no entanto, com o devido cuidado e atenção, ela torna-se possível.

31 de outubro de 2019

YOGA NÃO É PRA MIM! SOU MUITO ELÉTRICA!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Depois de ter recebido um beijo do seu Geraldo, na academia e enquanto esperava pelo personal trainner, Renata ouviu alguém dizer que tinha acabado de “fazer” uma aula de Yoga e gostado. Então, a Renata falou: “Yoga não é pra mim! Sou muito elética! Tentei uma aula, mas nem consegui ficar com os meus olhos fechados.” E a Renata se colocou numa bela upavista konásana, segurando por uma corda presa ao espaldar. Será mesmo que a prática de Yoga não é para a Renata? Ou a aula que ela participou não atendeu as suas expectativas? Como convencer a Renata “muito elétrica” a voltar a tentar o Yoga e não desistir? Será que a Renata é um caso perdido?

28 de setembro de 2019

ATENÇÃO PLENA NO ALMOÇO




HUMBERTO J. MENEGHIN


Sem tempo para respirar, com muitas coisas para fazer seja em casa ou no trabalho, pausas existem até para as pessoas mais atribuladas. E, uma dessas pausas é a hora do almoço. Mas a fulana nem sai para almoçar, pede um Uber Foods entregue no escritório e se alimenta por lá, na sua mesa, em frente à tela do computador e ainda grudada ao celular. No entanto, mesmo assim, aproveitar a hora da refeição para realmente se alimentar, sem interferências externas, com toda a atenção plena, faz uma enorme diferença!

4 de agosto de 2019

QUERO MEDITAR; MAS, NÃO CONSIGO!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Mais comum do que se pensa é encontrar alguém que quer meditar, mas diz que não consegue. Não consegue porque mesmo tendo conhecimento de uma técnica, não encontra tempo para meditar. Ou, ao tentar meditar algo incomoda e logo desiste. Ou, ainda, mesmo usando um app preparado para induzir ao estado meditativo, o praticante acaba dormindo. Ou não consegue meditar porque simplesmente não sabe como começar a meditar. Sem contar também aqueles que já fizeram um curso presencial para aprender a meditar, pagaram muito caro por isso e nada de meditar. Então, o que falta para esses praticantes realmente meditarem?

21 de julho de 2019

MEIAS NO YOGA DÁ CERTO?





HUMBERTO J. MENEGHIN


As meias estão nos pés. A prática de Yoga começa e as meias continuam nos pés.  Continuam nos pés porque está frio e não há nada de errado em manter os pés aquecidos no inverno, não é mesmo? No entanto, a prática de  ásanas pode não transcorrer de uma forma segura se as meias ficarem nos pés até para algumas com solas antiderrapantes. 

14 de julho de 2019

SHANMUKHI MUDRA: A RETRAÇÃO DOS SENTIDOS DA INFLUÊNCIA DOS OBJETOS EXTERNOS




HUMBERTO J. MENEGHIN


Pratyáhára, o quinto estágio do Yoga de Patanjali, é a retração dos sentidos da influência dos objetos externos. E uma das boas técnicas de Pratyáhára para se fechar as portas dos sentidos é o Shanmukhi mudra: uma ação feita com os dedos das mãos que bloqueiam os ouvidos, os olhos, as narinas e a boca.

23 de junho de 2019

BRAÇOS EM GARUDÁSANA: ABRE OS OMBROS, ALONGA E ALIVIA A PARTE ALTA DAS COSTAS



HUMBERTO J. MENEGHIN


A parte alta das costas especificamente os músculos do trapézio e rombóides muitas vezes são afetados quando descuidamos da postura seja em frente ao computador, smartphone ou até mesmo quando estamos em um assento de avião numa viagem que parece interminável. No entanto, as ações feitas com os braços em garudásana, apenas eles, são uma boa opção para reverter esse processo.

19 de maio de 2019

UDANA VAYU MUDRA: REGULA A TIROIDE E O SISTEMA RESPIRATÓRIO




HUMBERTO J. MENEGHIN


De acordo com Yoga e Ayurveda, prana é a energia, a força que flui e circula pelo nosso corpo e que nos mantém vivos. Quando respiramos e também quando nos alimentamos absorvemos prana que vai circular pelos canais de energia, nadis, proporcionando a boa saúde e harmonia. No entanto, se a tiroide, o sistema respiratório ou outros órgãos tornarem-se bloqueados ou hiperativos a desarmonia e desequilíbiro aparecem. E, para reestabilizar a tiroide, o sistema respiratório e até cérebro, o mudra udana vayu pode ser uma boa ferramenta.

1 de maio de 2019

NAUKÁSANA ANTES DE SHAVÁSANA: RELAXAMENTO PROFUNDO





HUMBERTO J. MENEGHIN


Mais conhecida como a postura do barco, naukásana, em um primeiro momento, traz a leve impressão ao praticante de é um ásana que trabalha especificamente os músculos abdominais, fortalecendo-os, ativando o kanda, o plexo solar e para outros o core. No entanto, este barco quando firme e estável produz vários benefícios. E, se for feito antes do shavásana, o estado de relaxamento será bem mais profundo.

3 de abril de 2019

SHUBHA DRISHTI GANAPATI




HUMBERTO J. MENEGHIN


Ganapati é Ganesha o Deus Hindu mais querido que remove os obstáculos e nos conduz à clareza mental para a solução pacífica de um entrave. Imagens e estátuas deste simpático Deus Amigo podem ser notadas com facilidade na Índia e até em outros países. Não é preciso ser um devoto fervoroso para ter um dos objetos que transmitem a presença de Ganesha em qualquer ambiente. E, para trazer prosperidade, proteger, afastar aquele mau olhado mesmo que não seja intencional da nossa casa ou do lugar onde passamos a maior parte do tempo, existe o Shuba Drishti Ganapati. Você o conhece? 

3 de março de 2019

YOGA: IMORTALIDADE E LIBERDADE. VOCÊ JÁ LEU?




HUMBERTO J. MENEGHIN


É bem comum irmos a uma livraria ou comprarmos on line alguns livros que não são lidos de imediato e por mero descuido passam um ano ou mais estacionados numa prateleira ou armário sem que suas páginas sejam abertas e lidas. No entanto, chega um dia em que aquele livro de capa branca com quase quatrocentas páginas é visto e retirado de onde estava para então ser lido.  “Yoga: Mortalidade e Liberdade” é o livro que foi escrito pelo filósofo, estudioso e professor romeno Mircea Eliade, publicado no Brasil pela Palas Athena Editora. Você já leu esse livro ou parou logo nas primeiras páginas desistindo da leitura?

17 de fevereiro de 2019

AKASHI MUDRA: CONSCIÊNCIA NO ESPAÇO INTERNO




HUMBERTO J. MENEGHIN


Contrário ao jalandhara bandha aonde a cabeça vem à frente e o queixo toca o esterno, no akashi mudra o praticante eleva o queixo enquanto a cabeça vem para trás. No entanto, ujjayi, kechari e shambavi mudras também estão envolvidos neste processo.

3 de fevereiro de 2019

LIDANDO EFICAZMENTE COM A RAIVA




SWAMI DAYANANDA
TRADUÇÃO : HUMBERTO J. MENEGHIN
 publicada originalmente no www.yoga.pro.br 


A raiva nada mais é do que uma expressão da dor e da expectativa. Sri Sankaracarya confirma isso em seus escritos. Nós esperamos que certas coisas aconteçam, mas há um obstáculo entre o que acontece e nós mesmos. Em outras palavras, entre aquele que deseja e aquilo que é desejado, há um obstáculo bloqueando o cumprimento do que é desejável. Devido a este obstáculo, esse desejo é desviado. E esta forma desviada do desejo ou da expectativa é o que nós chamamos de raiva.

27 de janeiro de 2019

LUANA PIOVANI: A PRÁTICA DIÁRIA FAZ FALTA E NÃO SE SENTE APTA A FAZER SOZINHA




HUMBERTO J. MENEGHIN


Luana Pivoani, atriz e apresentadora, mudou-se para Cascais, Portugal; e, então, declarou: "Ainda não achei minha professora de Yoga em Cascais; mas, já acho. A prática diária está me fazendo falta e não me sinto apta a fazer sozinha.” É verdade que a prática diária de ásanas para quem a segue com regularidade com um professor ou professora por perto para conduzí-la não é a mesma coisa de quando se pratica por conta própria.  Luana Piovani, mesmo sem ter alguém para ministrar práticas de Yoga, seguiu em frente, mas com o porém de não se sentir apta para dar continuidade sem um(a) professor(a).

20 de janeiro de 2019

A PRIMEIRA SUITE VEGANA DO HILTON EM LONDRES!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Quando reservamos um quarto de hotel o primeiro quesito a ser levado em conta é o conforto, o custo benefício, a limpeza e também a decoração. E saber do que é feito o mobiliário e se usam penas de ganso ou não nos travesseiros não parece ser tão importante assim. No entanto, o Hotel Hilton Bankside, em Londres deu um grande passo a frente e inaugurou a primeira suíte totalmente vegana, all vegan-friendly!

13 de janeiro de 2019

NIKE YOGA COLLECTION




HUMBERTO J. MENEGHIN


Conhecida há anos pela produção de roupas e calçados esportivos, em grande escala, pelo inconfundível logotipo e em vista da ótima qualidade, custo benefício e status concedido a quem os adquire, a Nike percebendo um novo nicho a ser explorado resolveu investir numa coleção de roupas especificas para a prática de ásanas. Roupas não apenas para as mulheres, mas, também para os homens que foram bem lembrados nesta coleção.

1 de janeiro de 2019

POR QUE COMEÇAR A PRATICAR YOGA NO ANO NOVO?




HUMBERTO J. MENEGHIN


Quando um ano termina muitos acham que poderiam ter feito mais do que fizeram. Por mera falta de tempo ou não, um projeto ficou pendente, aquele objetivo tão desejado não se concretizou e algo mais só ficou na vontade. No entanto, um novo ano começa. Com muito otimismo e esperança planos e promessas são feitas e dentre elas está a decisão de começar a praticar Yoga. Praticar Yoga neste ano para que tudo o mais fique bem melhor do que foi no ano passado. Mas, será que é só isso?