12 de outubro de 2020

SHAKTI MUDRA: ACALMA E MELHORA A QUALIDADE DO SONO

 


HUMBERTO J. MENEGHIN


É mais do que comum adormecer frente à TV ligada e só acordar quando a apresentadora do Jornal da Cultura está dando “o boa noite final”. Depois, quando resolve ir dormir, na maioria das vezes, o sono não vem de jeito nenhum. No entanto, para recuperar o sono perdido, dormir, ter uma boa noite, sem agitações e pensamentos cortantes, fazer o Shatkti mudra por alguns minutos, ali mesmo pela cama, pode ser uma boa  solução.

13 de setembro de 2020

QUAL É O SEU PROPÓSITO NO YOGA?

 



HUMBERTO J. MENEGHIN


Pratica Yoga por algum tempo, mais precisamente ásanas, sente-se muito bem, mais flexível, com o corpo e a mente relaxada e até conseguiu melhorar a concentração nas tentativas dispensadas ao processo meditativo. No entanto, apesar dos ótimos benefícios obtidos com a prática, certo dia surgiu uma insatisfação, seguida por uma pergunta: Qual é o meu propósito com o Yoga?

7 de setembro de 2020

MEU AUTOCUIDADO? ... YOGA!



HUMBERTO J. MENEGHIN


Gabriela, advogada criminalista, que há alguns dias confessou que não conseguia meditar se não ficasse longe do celular, chegou à boa conclusão de que o Yoga faz parte do seu autocuidado. Mas, o que realmente significa autocuidar-se? Autocuidar-se é usar máscara em tempos de Covid para se proteger e possivelmente não contaminar os outros, o que pode fazer uma grande diferença; no entanto, autocuidado não é só isso.

16 de agosto de 2020

VRAJAPRADAMA MUDRA: SEGURANÇA E CONFIANÇA INABALÁVEIS




HUMBERTO J. MENEGHIN

Nem todas as situações e acontecimentos com os quais nos deparamos no dia a dia faz com que a gente se sinta seguro e confiante; o que é normal. No entanto, para reverter um estado mental e emocional que pode trazer insegurança e até medo, em vista de uma situação que vai acontecer daqui a pouco ou que até pode nos pegar de surpresa no “agora”, o vrajapradama mudra pode ser lembrado e aplicado.

9 de agosto de 2020

POR QUE A “TIA DA YOGA” NÃO QUER QUE EU FAÇA AQUELA POSTURA DIFÍCIL?


HUMBERTO J. MENEGHIN


Antes de a quarentena começar, praticando ásanas num espaço da cidade, um aluno com seus vinte e poucos anos de idade, perguntou para “a tia da Yoga”: Por que você não ensina pra gente aquelas posturas difíceis que aparecem no Instagram? Com um sorriso alvo, “a tia da Yoga” respondeu: O objetivo do Yoga não é esse de fazer posturas difíceis, complicadas, mas buscar a paz, o equilíbrio, a libertação, se autoconhecer. De volta, o aluno falou: Mas, no seu Insta, você aparece fazendo aquela postura do corvo! Me ensina, que eu também quero fazer! E, alguém mais disse: O que você considera ser uma postura difícil, meu querido? Adicionou outra professora de Yoga ao ouvir o aluno questionar a colega.

29 de julho de 2020

SÓ CONSIGO MEDITAR SE EU FICAR BEM LONGE DO MEU CELULAR!




HUMBERTO J. MENEGHIN

Smartphone, celular, veio para ficar e a maioria das pessoas definitivamente não consegue viver sem um deles. Muitos são os aplicativos, muitas são as facilidades; no entanto, tem alguém que percebeu que se deixar o smartphone ao seu lado no momento que se retira para tentar meditar, não consegue. O bicho está ali, pedindo para ser acessado, para ver se chegou outra mensagem, mesmo se estiver em modo avião. Então, como lidar com essa “situação”?

19 de julho de 2020

PRANA NAS MÃOS: PALMAS AOS OLHOS




HUMBERTO J. MENEGHIN


Atritar as palmas das mãos por algumas vezes e colocá-las em concha sobre os olhos alivia a vista cansada, em especial, de quem hoje em dia passa boas horas em home office. No entanto, está técnica simples e eficaz, não se restringe apenas a isso, podendo ser aproveitada sem qualquer contraindicação.

15 de julho de 2020

YOGA EM VOGA ENTREVISTA – JULIANA ARAUJO – PARTE 3




HUMBERTO J. MENEGHIN



YV – Com o decorrer do tempo, a prática de ásanas naturalmente se aprimora e se modifica tanto para alguns praticantes como para certos professores, salvo exceções. Há alguns anos você se dedicava em executar algumas posturas aparentemente “difíceis” que até poderia considerá-las indispensáveis. No entanto, hoje em dia, algumas delas perderam a graça e até podem não estar sendo praticadas por você e outras mais permaneceram e estão melhores do que antes. Quais são esses ásanas que se foram ou são praticados só de vez em quando e os que ainda permanecem na sua prática pessoal e nas aulas que ministra? Executar ásanas simples, tradicionais e dedicar-se ao processo de concentração e meditação é o que mais vale?

JULIANA – Passei por muitas mudanças na prática, algumas vezes por questões de saúde e agora por estar envelhecendo mesmo. Acho que podemos acompanhar aquilo que é natural de existir. Enquanto você é jovem, tem mais disposição, pode ser mais ousado em experimentar possibilidade de posturas, sendo que isso também tem o lado negativo, que é, talvez, provocar lesões que irão te acompanhar por toda vida, porque muitas vezes a ousadia é acompanhada do descuido e da falta de bom senso do aluno ou do professor.

2 de julho de 2020

KALESVARA: O MUDRA QUE ACALMA E TRAZ CLAREZA MENTAL



HUMBERTO J. MENEGHIN


Quando se está imerso numa situação onde a agitação, dúvidas e estresse estão presentes; muitos se deixam levar por esses estados e em pouco se sentem exauridos. No entanto, mesmo que a atenção se transfira para o inspirar e o expirar, algumas vezes isso pode não ser o suficiente; e, então, uma boa escolha para se acalmar, ter  clareza mental e retormar o foco é o kalesvara mudra.

25 de junho de 2020

LEVE E SUAVE: “SLOW FLOW” VINYASA YOGA




HUMBERTO J. MENEGHIN


Slow Flow parece ser marca de travesseiro para se ter um bom sono; no entanto, ao pé da letra, em Inglês, Slow significa lento, leve e Flow, fluxo, o que é fluído. Então, Slow Flow Yoga é fluir de uma forma mais leve e lenta, mas não muito, numa prática de Vinyasa Yoga. E, por que é legal fluir de uma forma mais leve e suave, salvo exceções?

7 de junho de 2020

SITKARI: O PRANAYAMA QUE SE FAZ PELOS DENTES!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Mencionado no Hatha Yoga Pradipika, verso 54, do capítulo 2, o Sitkari (Seetkari) é um respiratório bem diferente dos que estamos acostumados a praticar. É diferente, porque o sitkari se faz através dos dentes, acompanhado de um leve assobio. E, quais são os benefícios do Sitkari? Sorria! Você não está sendo filmado!

25 de maio de 2020

YOGA EM VOGA ENTREVISTA – PAULA SABOYA – PARTE 2




HUMBERTO J. MENEGHIN


YV – Em tempos de quarentena, que pegou todo mundo de surpresa neste ano de 2020, a solução encontrada por boa parte dos professores de Yoga foi passar a ministrar as práticas on line, via apps, à distância. Você acha que isso veio para ficar ou após o término da quarentena que não podemos precisar quando será, as práticas presenciais retornarão a todo vapor? Manter o tempo de prática on line o mesmo tempo que se adota numa aula presencial procede ou em casa por haver muitas distrações, uma prática condensada de 20 a 40 minutos poderia ser mais condizente? 

PAULASinto que essa nova forma ON-LINE veio para ficar. Vi que para muitos é ótimo não ter que se deslocar e poder fazer da sua casa. No início a gente estranha,  mas o ser humano se adapta a tudo.  Muitos gostam e sentem o benefício da prática sendo online ou presencial, no entanto a maioria sente saudades dos estúdios. Então como essa nova plataforma que já vinha acontecendo antes da Covid19,  de verdade o que aconteceu é que agora há muitas mais opções de aulas.Tenho dado aulas de 90min como a aula nos estúdios  Acho eficaz também mini-aulas, 30 min, 40 min, enfim é possível ambas práticas. O praticante vai sentir qual a melhor opção a cada dia e assim poder escolher.

19 de maio de 2020

A PRÁTICA DE YOGA NÃO TERMINA COM O NAMASTÊ!




HUMBERTO J. MENEGHIN


É mais do que comum ao término de uma prática de ásanas, quem a ministra, após o sávasana, encerrá-la, em sukásana, com as mãos em anjali mudrá e dizer Namastê. Sentindo-se muito bem, leves, recarregados e relaxados, os praticantes enrolam seus tapetes e vão embora. No entanto, muitos não percebem que o Yoga vai além de um simples Namastê dito, na maioria das vezes, em voz suave acompanhado de um sorriso. E, será que os praticantes sabem disso?

3 de maio de 2020

ARTELHOS EXCESSIVAMENTE CONTRAÍDOS DESESTABILIZAM AS POSTURAS EM PÉ




HUMBERTO J. MENEGHIN


Tensão, insegurança e medo podem refletir no físico por diversas maneiras. E, uma delas, aparece quando ao executar uma postura em pé, por exemplo, os artelhos dos pés da praticante se colocam excessivamente contraídos. Entre um vinyasa e outro ou até em Hatha Yoga, isso pode passar despercebido tanto por quem pratica e quem diria até mesmo por parte do (a) professor (a) que conduz a aula.

26 de abril de 2020

EM TEMPOS DE QUARENTENA: É HORA DE SE FIRMAR NA PRÁTICA PESSOAL




HUMBERTO J. MENEGHIN


Em tempos de quarentena, em que o momento pede cuidados necessários e que também se fique em casa, muitos e muitas praticantes deixaram de frequentar os espaços onde praticam Yoga e alguns passaram a participar de aulas on line, seja em live classes ou gravadas. No entanto, outros mais optaram por firmarem-se na prática pessoal, praticando por conta própria, sem a presença de um (a) professor (a), mesmo a distância. Mas, será que isso dá certo?

1 de março de 2020

YONI: O MUDRA DA MULHER




HUMBERTO J. MENEGHIN


Quando a respiração está agitada, o pensamento a mil por hora, parecendo que as coisas não andam e que o dia está demorando muito para acabar, a impaciência e o estresse começam a tomar conta. E, então, para estabilizar e tranquilizar a mente, trazer o foco para o agora,  ela se lembra do Yoni, o mudrá da mulher.

2 de fevereiro de 2020

VRKSÁSANA: ÁRVORE EM EQUILÍBRIO




HUMBERTO J. MENEGHIN


É mais do que comum desiquilbrar-se na postura da árvore, vrksásana, até para aqueles que já a praticam por algum tempo. É porque o dia foi atribulado, a alimentação não adequada ou ainda não resolvemos aquela pendência que anda passeando pela mente. No entanto, mesmo que as agitações do dia a dia insistam em nos desestabilizar, a árvore, a sua árvore pode perfeitamente manter-se em equilíbrio; firme e forte, sem cair.

26 de janeiro de 2020

HARPIC, DURACELL: LEVITAÇÃO, MEDITAÇÃO?



HUMBERTO J. MENEGHIN


Se você ainda assiste televisão ou é interrompido por propagandas em canais do You Tube é possível que já tenha visto os filmes publicitários do desinfetante Harpic Fresh Power 6 e também das pilhas Duracell. Nessas propagandas, para intensificarem a essência dos produtos, os personagens levitam; mas, será que meditam?

19 de janeiro de 2020

SHIVA LINGA MUDRA: NÃO É O “LIKE” DO FACEBOOK



HUMBERTO J. MENEGHIN


Polegar apontado para cima: sinal de que tudo está bem, positivo ou até que aprovo e curto algo na rede social. No entanto, quando se tem a mão direita sobre a palma da esquerda com o polegar em riste, isso não é um like no Facebook; mas, sim, o Shiva Linga mudra que se faz presente. Não sou hinduísta e nem me identifico com Shiva, posso fazer esse mudra?

5 de janeiro de 2020

CLÁUDIA RAIA: “NÃO ABRO MÃO DO MEU YOGA. SEMPRE CUIDANDO DO CORPO E DA ALMA”




HUMBERTO J. MENEGHIN


"Gente, nessa correria maluca sempre dou um jeitinho de fazer as coisas que eu amo e é por isso que eu não abro mão do meu yoga. Sempre cuidando do corpo e da alma", escreveu Cláudia Raia, na legenda das imagens do Instagram, declarando para ela mesma e para quem a segue de que Yoga é indispensável. Então, como tornar a prática do Yoga indispensável pra você? Olha lá, a Cláudia consegue! Você também pode!

1 de janeiro de 2020

GAYATRI: O MANTRA DOS MANTRAS




HUMBERTO J. MENEGHIN


Contemplar o nascer ou por do Sol junto à Natureza ou até do lugar onde você está é um momento especial que acontece todos os dias em todas as partes do mundo. No entanto, nessa correria da vida, muitos não o fazem e talvez nem se dêem conta que são os momentos mais auspiciosos para recitar o mantra Gayatri, o mantra dos mantras.

15 de dezembro de 2019

META PARA 2020: VOLTAR A PRATICAR YOGA!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Traçar metas pode não ser comum para algumas pessoas que preferem deixar as coisas acontecerem. No entanto, para outros, logo que dezembro chega determinam o que querem alcançar no ano novo; e, para 2020, dentre outras metas, a atriz Juliana Paes destacou: Voltar a praticar Yoga!

1 de dezembro de 2019

YOGA EM VOGA ENTREVISTA – TEREZA FREIRE – PARTE 3




HUMBERTO J. MENEGHIN


YVCom o passar dos anos a prática especificamente de ásanas naturalmente se modifica. Certas posturas aparentemente “difíceis” pareciam ser importantes e necessárias; no entanto, agora, algumas podem não ser mais. Na sua prática pessoal isso aconteceu ou não? E, se aconteceu, quais posturas apesar de serem boas “perderam o sentido pra você”, foram deixadas de lado e não são mais realizadas? E, quais outros ásanas passaram a ser freqüentes e indispensáveis na sua prática pessoal?

TEREZANa verdade, minha prática se transformou completamente quando vim morar no sítio! Troquei vinyasas por caminhadas e sirsasanas por jardinagem. O fato é que era um mundo tão novo pra mim que tive que me apropriar da horta e das flores para entender todo o processo e conseguir colher frutos.

24 de novembro de 2019

SOU MUITO TRAVADA. SERÁ QUE EU CONSIGO FAZER YOGA?





HUMBERTO J. MENEGHIN


Sou muito travada. Será que eu consigo fazer Yoga? É uma pergunta que muitas pessoas interessadas em praticar ásanas fazem para si mesmas e depois tomam coragem e indagam diretamente a quem ministra as aulas. E, a resposta, na maioria das vezes, é que a prática é acessível a todos, não só para quem é flexível. No entanto, o que significa ser travada? Será que é travada apenas para o Yoga ou também para outras atividades físicas?

3 de novembro de 2019

BADDHA PARSVAKONÁSANA: ALONGA OS OMBROS E ATIVA O MANIPURA CHAKRA




HUMBERTO J. MENEGHIN


Alguém pode sentir um certo receio ao ver um praticante realizar baddha parsvakonásana, achando que se tentar fazê-la não vai conseguir.  Então, o que mais impressiona na baddha parsvakonásana? Com certeza é a posição de um dos braços que se entrelaça por baixo da perna da frente enquanto o outro por cima e por de trás das costas aproxima a mão à outra para que se agarrarem. Parece complicado e inviável realizar a baddha parsvakonásana; no entanto, com o devido cuidado e atenção, ela torna-se possível.

31 de outubro de 2019

YOGA NÃO É PRA MIM! SOU MUITO ELÉTRICA!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Depois de ter recebido um beijo do seu Geraldo, na academia e enquanto esperava pelo personal trainner, Renata ouviu alguém dizer que tinha acabado de “fazer” uma aula de Yoga e gostado. Então, a Renata falou: “Yoga não é pra mim! Sou muito elética! Tentei uma aula, mas nem consegui ficar com os meus olhos fechados.” E a Renata se colocou numa bela upavista konásana, segurando por uma corda presa ao espaldar. Será mesmo que a prática de Yoga não é para a Renata? Ou a aula que ela participou não atendeu as suas expectativas? Como convencer a Renata “muito elétrica” a voltar a tentar o Yoga e não desistir? Será que a Renata é um caso perdido?

28 de setembro de 2019

ATENÇÃO PLENA NO ALMOÇO




HUMBERTO J. MENEGHIN


Sem tempo para respirar, com muitas coisas para fazer seja em casa ou no trabalho, pausas existem até para as pessoas mais atribuladas. E, uma dessas pausas é a hora do almoço. Mas a fulana nem sai para almoçar, pede um Uber Foods entregue no escritório e se alimenta por lá, na sua mesa, em frente à tela do computador e ainda grudada ao celular. No entanto, mesmo assim, aproveitar a hora da refeição para realmente se alimentar, sem interferências externas, com toda a atenção plena, faz uma enorme diferença!

4 de agosto de 2019

QUERO MEDITAR; MAS, NÃO CONSIGO!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Mais comum do que se pensa é encontrar alguém que quer meditar, mas diz que não consegue. Não consegue porque mesmo tendo conhecimento de uma técnica, não encontra tempo para meditar. Ou, ao tentar meditar algo incomoda e logo desiste. Ou, ainda, mesmo usando um app preparado para induzir ao estado meditativo, o praticante acaba dormindo. Ou não consegue meditar porque simplesmente não sabe como começar a meditar. Sem contar também aqueles que já fizeram um curso presencial para aprender a meditar, pagaram muito caro por isso e nada de meditar. Então, o que falta para esses praticantes realmente meditarem?

21 de julho de 2019

MEIAS NO YOGA DÁ CERTO?





HUMBERTO J. MENEGHIN


As meias estão nos pés. A prática de Yoga começa e as meias continuam nos pés.  Continuam nos pés porque está frio e não há nada de errado em manter os pés aquecidos no inverno, não é mesmo? No entanto, a prática de  ásanas pode não transcorrer de uma forma segura se as meias ficarem nos pés até para algumas com solas antiderrapantes. 

14 de julho de 2019

SHANMUKHI MUDRA: A RETRAÇÃO DOS SENTIDOS DA INFLUÊNCIA DOS OBJETOS EXTERNOS




HUMBERTO J. MENEGHIN


Pratyáhára, o quinto estágio do Yoga de Patanjali, é a retração dos sentidos da influência dos objetos externos. E uma das boas técnicas de Pratyáhára para se fechar as portas dos sentidos é o Shanmukhi mudra: uma ação feita com os dedos das mãos que bloqueiam os ouvidos, os olhos, as narinas e a boca.

23 de junho de 2019

BRAÇOS EM GARUDÁSANA: ABRE OS OMBROS, ALONGA E ALIVIA A PARTE ALTA DAS COSTAS



HUMBERTO J. MENEGHIN


A parte alta das costas especificamente os músculos do trapézio e rombóides muitas vezes são afetados quando descuidamos da postura seja em frente ao computador, smartphone ou até mesmo quando estamos em um assento de avião numa viagem que parece interminável. No entanto, as ações feitas com os braços em garudásana, apenas eles, são uma boa opção para reverter esse processo.

19 de maio de 2019

UDANA VAYU MUDRA: REGULA A TIROIDE E O SISTEMA RESPIRATÓRIO




HUMBERTO J. MENEGHIN


De acordo com Yoga e Ayurveda, prana é a energia, a força que flui e circula pelo nosso corpo e que nos mantém vivos. Quando respiramos e também quando nos alimentamos absorvemos prana que vai circular pelos canais de energia, nadis, proporcionando a boa saúde e harmonia. No entanto, se a tiroide, o sistema respiratório ou outros órgãos tornarem-se bloqueados ou hiperativos a desarmonia e desequilíbiro aparecem. E, para reestabilizar a tiroide, o sistema respiratório e até cérebro, o mudra udana vayu pode ser uma boa ferramenta.

1 de maio de 2019

NAUKÁSANA ANTES DE SHAVÁSANA: RELAXAMENTO PROFUNDO





HUMBERTO J. MENEGHIN


Mais conhecida como a postura do barco, naukásana, em um primeiro momento, traz a leve impressão ao praticante de é um ásana que trabalha especificamente os músculos abdominais, fortalecendo-os, ativando o kanda, o plexo solar e para outros o core. No entanto, este barco quando firme e estável produz vários benefícios. E, se for feito antes do shavásana, o estado de relaxamento será bem mais profundo.

3 de abril de 2019

SHUBHA DRISHTI GANAPATI




HUMBERTO J. MENEGHIN


Ganapati é Ganesha o Deus Hindu mais querido que remove os obstáculos e nos conduz à clareza mental para a solução pacífica de um entrave. Imagens e estátuas deste simpático Deus Amigo podem ser notadas com facilidade na Índia e até em outros países. Não é preciso ser um devoto fervoroso para ter um dos objetos que transmitem a presença de Ganesha em qualquer ambiente. E, para trazer prosperidade, proteger, afastar aquele mau olhado mesmo que não seja intencional da nossa casa ou do lugar onde passamos a maior parte do tempo, existe o Shuba Drishti Ganapati. Você o conhece? 

3 de março de 2019

YOGA: IMORTALIDADE E LIBERDADE. VOCÊ JÁ LEU?




HUMBERTO J. MENEGHIN


É bem comum irmos a uma livraria ou comprarmos on line alguns livros que não são lidos de imediato e por mero descuido passam um ano ou mais estacionados numa prateleira ou armário sem que suas páginas sejam abertas e lidas. No entanto, chega um dia em que aquele livro de capa branca com quase quatrocentas páginas é visto e retirado de onde estava para então ser lido.  “Yoga: Mortalidade e Liberdade” é o livro que foi escrito pelo filósofo, estudioso e professor romeno Mircea Eliade, publicado no Brasil pela Palas Athena Editora. Você já leu esse livro ou parou logo nas primeiras páginas desistindo da leitura?

17 de fevereiro de 2019

AKASHI MUDRA: CONSCIÊNCIA NO ESPAÇO INTERNO




HUMBERTO J. MENEGHIN


Contrário ao jalandhara bandha aonde a cabeça vem à frente e o queixo toca o esterno, no akashi mudra o praticante eleva o queixo enquanto a cabeça vem para trás. No entanto, ujjayi, kechari e shambavi mudras também estão envolvidos neste processo.

3 de fevereiro de 2019

LIDANDO EFICAZMENTE COM A RAIVA




SWAMI DAYANANDA
TRADUÇÃO : HUMBERTO J. MENEGHIN
 publicada originalmente no www.yoga.pro.br 


A raiva nada mais é do que uma expressão da dor e da expectativa. Sri Sankaracarya confirma isso em seus escritos. Nós esperamos que certas coisas aconteçam, mas há um obstáculo entre o que acontece e nós mesmos. Em outras palavras, entre aquele que deseja e aquilo que é desejado, há um obstáculo bloqueando o cumprimento do que é desejável. Devido a este obstáculo, esse desejo é desviado. E esta forma desviada do desejo ou da expectativa é o que nós chamamos de raiva.

27 de janeiro de 2019

LUANA PIOVANI: A PRÁTICA DIÁRIA FAZ FALTA E NÃO SE SENTE APTA A FAZER SOZINHA




HUMBERTO J. MENEGHIN


Luana Pivoani, atriz e apresentadora, mudou-se para Cascais, Portugal; e, então, declarou: "Ainda não achei minha professora de Yoga em Cascais; mas, já acho. A prática diária está me fazendo falta e não me sinto apta a fazer sozinha.” É verdade que a prática diária de ásanas para quem a segue com regularidade com um professor ou professora por perto para conduzí-la não é a mesma coisa de quando se pratica por conta própria.  Luana Piovani, mesmo sem ter alguém para ministrar práticas de Yoga, seguiu em frente, mas com o porém de não se sentir apta para dar continuidade sem um(a) professor(a).

20 de janeiro de 2019

A PRIMEIRA SUITE VEGANA DO HILTON EM LONDRES!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Quando reservamos um quarto de hotel o primeiro quesito a ser levado em conta é o conforto, o custo benefício, a limpeza e também a decoração. E saber do que é feito o mobiliário e se usam penas de ganso ou não nos travesseiros não parece ser tão importante assim. No entanto, o Hotel Hilton Bankside, em Londres deu um grande passo a frente e inaugurou a primeira suíte totalmente vegana, all vegan-friendly!

13 de janeiro de 2019

NIKE YOGA COLLECTION




HUMBERTO J. MENEGHIN


Conhecida há anos pela produção de roupas e calçados esportivos, em grande escala, pelo inconfundível logotipo e em vista da ótima qualidade, custo benefício e status concedido a quem os adquire, a Nike percebendo um novo nicho a ser explorado resolveu investir numa coleção de roupas especificas para a prática de ásanas. Roupas não apenas para as mulheres, mas, também para os homens que foram bem lembrados nesta coleção.

1 de janeiro de 2019

POR QUE COMEÇAR A PRATICAR YOGA NO ANO NOVO?




HUMBERTO J. MENEGHIN


Quando um ano termina muitos acham que poderiam ter feito mais do que fizeram. Por mera falta de tempo ou não, um projeto ficou pendente, aquele objetivo tão desejado não se concretizou e algo mais só ficou na vontade. No entanto, um novo ano começa. Com muito otimismo e esperança planos e promessas são feitas e dentre elas está a decisão de começar a praticar Yoga. Praticar Yoga neste ano para que tudo o mais fique bem melhor do que foi no ano passado. Mas, será que é só isso?

9 de dezembro de 2018

GISELE BÜNDCHEN: YOGA DE MÃE PARA FILHA




HUMBERTO J. MENEGHIN


Yoga para crianças, hoje em dia, especificamente a prática de ásanas, é uma atividade bonita que vem crescendo entre a nova geração. E, quando o exemplo vem de casa, o incentivo apesar de lúdico pode fazer uma grande diferença no desenvolvimento de uma criança. E quem teve a boa sorte de descobrir o Yoga desde cedo foi Vivian, a filha da Gisele Bündchen, que no dia de seu aniversário recebeu uma bela homenagem da mãe.

20 de novembro de 2018

PRATICAR YOGA REJUVENESCE?




HUMBERTO J. MENEGHIN


“Carla, você não envelhece menina?... Está tomando formol?... Carlinha linda!!!!! Que saudades!!! ...  Carlinha vc continua no formol? Tá linda! ... Amiguinhas lindas! ...”  E, a Carlinha, sobre os comentários a sua foto publicada numa rede social por uma amiga, respondeu: “Adoro vocês, que me mimam!!!”  No entanto, na verdade, não é nem o formol e nenhum tratamento de beleza especial que está dando o aspecto jovial à Carla; mas, sim, ao que tudo indica,  a prática contínua do Yoga! Mas, será mesmo que praticar Yoga rejuvenesce?

2 de novembro de 2018

ADAPTAR-SE AOS DEMAIS





SWAMI DAYANANDA
TRADUÇÃO : HUMBERTO J. MENEGHIN
 publicada originalmente no www.yoga.pro.br 


Vedanta é o ensino da realidade de si mesmo. Apresenta-se na forma de uma inquirição através da qual se descobre o verdadeiro significado da palavra Eu, o Ser que permanece inalterado desde a infância à juventude e à velhice. Ela nos leva a descobrir que o Ser invariável é livre de qualquer forma de limitação.

14 de outubro de 2018

YOGA NÃO É NENHUM CLUBE DA LULUZINHA, VIU?!




HUMBERTO J. MENEGHIN


“Yoga não é nenhum clube da Luluzinha, viu?!” Foi o que uma professora de Yoga disse a um aluno que se apresentou para fazer uma aula experimental numa sala onde ele era o único homem. Mas, será que essa observação foi correta ou esse aluno se sentiu constrangido logo de início e concluiu que Yoga é só para mulheres?

2 de setembro de 2018

O CONCEITO DE SUCESSO





SWAMI DAYANANDA
TRADUÇÃO : HUMBERTO J. MENEGHIN
 publicada originalmente no www.yoga.pro.br e no Cadernos de Yoga


O conceito de sucesso por parte do ser humano é um tema muito antigo, um tópico antigo. De cultura para cultura o conceito de sucesso pode ser diferente, mas graças à velocidade na comunicação e um determinado tráfego global de idéias, o conceito de sucesso parece ser agora quase que universal. As diferenças culturais parecem não existir, salvo talvez em alguma sociedade tribal remota onde não se tem contato com as pessoas em geral. No entanto, o conceito de sucesso é praticamente reduzido a uma ou duas coisas: o sucesso no campo profissional ou em termos de realização.

12 de agosto de 2018

DHYANA E BHAIRAVA: MUDRAS PARA MEDITAÇÃO



HUMBERTO J. MENEGHIN


A partir do momento que alguém decide empenhar-se em meditar, melhor dizendo, dedicar-se com regularidade às tentativas de concentração que ao longo do tempo conduzem ao estado meditativo, além da técnica escolhida, o praticante também adota um mudra que tem por objetivo cristalizar o momento e facilitar o processo. E, dentre as muitas e boas opções temos o Dhyana e o Bhairava mudras.

3 de agosto de 2018

MINHA AMIGA PRATICA YOGA, EU TAMBÉM! – PARTE 52




HUMBERTO J. MENEGHIN


Juro que não consegui responder a pergunta que a Ana Maria me fez: “Santinha: O que você espera de um grande amor?” Notando meu silêncio, piscando um dos olhos, ela disse: “Pensa nisso e depois me conta.” Mas, a pergunta que ela me fez não saiu da minha cabeça, sem que uma resposta viesse. Então, o dia terminou; eu e a Claudinha fomos embora. E, quando chegamos ao prédio onde moramos, percebemos um alvoroço... Parecia que estava tendo uma filmagem. Luzes, algumas pessoas, dois caras com câmeras e uma mulher ruiva e alta, com a pele bem branca, trajando roupa e sapatos exóticos, trazendo duas malas grandes que pareciam caixas, perguntando se o Júnior, que mora com a gente estava lá. Então, ficamos sabendo quem ela era: a Maria Eugênia! Sim, a Maria Eugênia do programa Adotada da MTV Brasil que tinha vindo passar uns dias com a gente, como Adotada! Acredita?

24 de julho de 2018

YOGA EM VOGA ENTREVISTA – DANY SÁ – PARTE 4




HUMBERTO J. MENEGHIN


YV –Você esteve em Mysore, Índia, pela sexta vez para aperfeiçoar-se ainda mais no AshtangaVinyasa Yoga. Nesta jornada, além das práticas, quais foram as boas atividades e estudos que você se dedicou? A 3ª série já está em você ou ainda é preciso um pouco mais de empenho para concluí-la?  


DANY – Vir para Mysore é um momento de recarregar as energias, virar aluna e me dedicar exclusivamente ao meu sadhana. Nesta viagem procurei diminuir as atividades e me permitir descansar e cuidar de mim. Os estudos fazem parte da minha prática de asanas. Quando eu estava em casa estudei  Yoga Sutras com o áudio da Gloria Arieira e li novamente o Baghavad Gita. A prática como um todo faz parte de mim independente da série, mas, é muito bom ter meu professor por perto para que eu possa aprimorar meu conhecimento. 

1 de julho de 2018

PARA O BRADESCO É FÁCIL MEDITAR




HUMBERTO J. MENEGHIN


Mesmo para os que não pagam as contas on line ou via apps, algumas vezes tem que ir ao banco para ser atendido seja por funcionários em suas mesas ou no caixa. Para evitar filas e que fiquem em pé, muitas agências disponibilizam senhas e cadeiras para os clientes se acomodarem enquanto aguardam o atendimento. No entanto, o Bradesco exibe em telas planas, sobre uma parede em frente, propaganda institucional e “dicas de bem estar” e uma delas é sobre meditação.