7 de março de 2017

NO DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES ELAS BRILHAM, CONQUISTAM, PRATICAM!




HUMBERTO J. MENEGHIN


Comemorado desde 1975, foi somente em 1977 que o dia 8 de março foi reconhecido oficialmente pela ONU como o Dia Internacional das Mulheres. Esposa, mãe, amiga, companheira, namorada, aquela que trabalha o dia todo e depois encontra forças para cuidar e administrar o Lar, muitas ainda reservam um tempo precioso para praticar Yoga, meditar, se autoconhecer.






Não é por acaso que a maioria das pessoas que praticam Yoga seja qual estilo for, são as mulheres; mulheres que não pensam apenas em cuidar do aspecto físico, mas, sobretudo, desenvolver-se como Ser vivente neste planeta, almejando se autoconhecer, equilibrar o emocional, sentir-se bem consigo mesma, com todos a sua volta, aprimorando mais ainda a percepção intuitiva única que possuem.



Com o corpo absolutamente diferente dos homens, quando decidem e resolvem realizar uma ação, não abandonam a ideia e seguem em frente. Guerreiras se identificam e se apaixonam pela prática do Yoga, seu estudo, a filosofia, as escrituras e outras mais ainda encontram o Ayurveda e o adotam em sua vida.


Sem a obrigação de se tornarem imediatamente vegetarianas, cuidam da boa alimentação delas mesmas e também de seus filhos, marido, companheiro, não se esquecendo de darem a palavrinha de apoio, o conselho e o carinho, que vem na hora certa, àqueles de seu convívio, às amigas que precisam de um ombro amigo.








É verdade que ainda há muito o que se fazer para erradicar as discriminações e violências físicas e morais das quais muitas mulheres infelizmente ainda passam.


E, por isso, o dia 8 de março deve ser considerado como um marco, um momento especial de as mulheres se reunirem com o propósito firme e persistente de conquistar mais direitos e fazer valer os que já têm, evitando absolutamente que as boas conquistas não sejam esquecidas e perdidas.








Desde a idosa à menina criança que precisam de orientação, carinho e atenção, a mulher que inicia uma carreia ou apenas a que se dedica ao lar, merecem grande respeito dos homens, da família e da sociedade como um todo.













E, o Yoga, há algum tempo, já faz parte da vida de inúmeras mulheres pelo mundo, que com a prática regular se renovam, se equilibram, se autoconhecem, se sentem mais femininas, num estado meditativo inerente, onde se destacam práticas específicas para elas como: o Yoga para Gestantes, o Yoga Terapia Hormonal para os problemas da Menopausa, o Hatha Yoga propriamente dito e ainda o Vinyasa Yoga que muitas adoram, além da desafiadora Ashtanga Vinyasa Yoga todas unas e englobadas no simples Yoga da União, da Liberação, da Paz e da Evolução.

Feliz todos os dias das Mulheres!

Harih Om!

Nenhum comentário:

Postar um comentário